22 de julho de 2024

Festival de Parintins 2024: Em visita mediada ao Bumbódromo, história de Caprichoso e Garantido é contada

Conhecer o Bumbódromo por dentro e pisar na arena do festival é oportunidade oferecida pelo terceiro ano consecutivo

Os visitantes que vieram a Parintins (a 369 quilômetros de Manaus) para a edição de número 57 do festival tiveram, pelo terceiro ano consecutivo, a oportunidade de conhecer o Bumbódromo em sua totalidade, de 26 e 30 de junho, em uma visita mediada oportunizada pelo Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa.

Na visita, agendada previamente on-line, os visitantes conhecem o Bumbódromo por dentro, conhecendo as instalações do Liceu de Artes e Ofícios Claudio Santoro – Unidade Parintins, além de ter a oportunidade única de pisar na arena, onde os bois Caprichoso e Garantido apresentam seus espetáculos. Em 25 sessões, foram 877 visitantes na visita mediada

Este ano, uma novidade levou a história teatralizada da origem dos bois-bumbás de Parintins com o espetáculo Parintins Folclore em Festa. “Foi uma proposta do secretário Marcos Apolo, de nós trabalharmos junto com a visita mediada do Centro Cultural de Parintins, uma proposta de pesquisa que contasse aos visitantes um pouco do início dos bumbás, contando um pouco da cidade, do folclore”, conta Thiago Oliveira, autor e diretor da peça.

Segundo Thiago, a pesquisa foi feita através de artigos e de livros que tratam tanto da história do Garantido quanto a história do Caprichoso, falando dos seus criadores. “Dentro dos personagens, nós temos o Lindolfo Monteverde contando como surgiu o boi de Coroatá; e o Roque Cid falando como surgiu o boi de tala; e como cada um construiu o seu boi à sua maneira ”, relata o diretor.

A peça teatral também apresenta o auto do boi, no qual é apresentada a história folclórica que representa o início do boi em Parintins, traçando uma linha do tempo da evolução dos bumbás até os dias atuais.

A reação dos visitantes não poderia ser melhor. Kiara Batista classificou a visita como maravilhosa. “Conhecemos várias histórias que não tínhamos conhecimento, de como eram antes o Garantido e o Caprichoso, de como começou. Eu nunca tinha entrado no Bumbódromo. É a primeira vez que eu entro conheço por dentro, inclusive fiquei impressionada com o tamanho.  Fomos à Arena. Nossa, que emoção”, comemorou Kiara, ao fim da visita.

Vitória Molotchevski está pela terceira vez no Festival de Parintins, mas só conhecia o Bumbódromo da perspectiva de espectadora do festival. “É minha terceira vez consecutiva no festival, mas eu nunca tinha feito a visita”, diz. “É incrível. A gente conhece a história do Bumbódromo a fundo. Eles começam com uma apresentação falando sobre a história dos bois e do festival. E a gente já entra no clima. Eu queria dizer que valeu a pena conhecer”, avalia.

Compartihe:

Você também pode gostar