Assassino arrancou dedos de idosa após matá-la e os levou ao banco para sacar dinheiro

A Polícia Civil de Rondônia informou nesta quarta-feira (8) que Dionélia Gioacometti teve quatro dedos arrancados depois de ser assassinada, pelo próprio inquilino, em Colorado do Oeste (RO). Segundo o delegado Núbio Lopes, o suspeito carregou os dedos no bolso e foi até um banco para tentar sacar o dinheiro da conta de Dionélia.

Além de Dionélia, seu marido, Eldon Mai, também foi assassinado pelos inquilinos no último fim de semana. Os corpos do casal de idosos foram localizados na terça-feira (7), enterrados perto de uma rodovia na cidade de Chupinguaia (RO).

Em coletiva de imprensa nessa quarta-feira (8/7), o delegado informou que o criminoso fez um torniquete nos dedos indicadores e nos polegares. A ideia era fazer um saque com a opção de leitura biométrica.

No dia dos assassinatos, o suspeito alegou que havia um vazamento na pia. Ao entrar no imóvel, ele derrubou a vítima no chão e a estrangulou com uma corda. Após o crime, foi à casa dela procurar por dinheiro e cartões.

O marido foi assassinado no mesmo dia, no período da tarde. Ele também foi atraído ao imóvel pelo suspeito e golpeado com uma enxada.

Na terça-feira, agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) abordaram um carro em nome de Dionélia e descobriram o suspeito, que estava acompanhado de uma mulher e de uma criança de 10 anos. Ele confessou o crime e disse que queria roubar as vítimas.

Com G1/ Metrópoles

Compartihe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
E-MAIL

Você também pode gostar:

Conteúdo protegido de cópia