Avião ucraniano pode ter sido derrubado por iranianos acidentalmente

O Boeing 737 da Ukraine International Airlines, que caiu seis minutos após decolar do Aeroporto Internacional de Teerã e deixou 176 mortos, pode ter sido derrubado por acidente. Autoridades do Irã negaram a possibilidade, que classificaram como “rumores ilógicos”.

De acordo com a revista norte-americana Newsweek, um oficial do Pentágono, um oficial sênior de inteligência dos Estados Unidos e outro oficial de inteligência do Iraque disseram que o avião caiu após ser atingido pelo sistema de mísseis antiaéreos do Irã.

Até o momento, as fontes afirmam que a aeronave foi derrubada acidentalmente. Acredita-se que o Boeing foi atingido por um sistema construído na Rússia, conhecido como Gauntlet. A versão é a mesma sustentada por fontes militares consultadas pela agência Associated Press.

Duas pessoas afirmaram ao veículo que é “bastante provável” que a aeronave tenha sido atingida pelo sistema de mísseis antiaéreos do Irã. O programa antiaéreo do Irã estava ativo após o ataque do país contra bases norte-americanas no Iraque, que aconteceu em resposta ao assassinado do general Qassim Suleimani.

A Ucrânia apresentou quatro cenários possíveis para explicar o acidente, incluindo um ataque com mísseis e terrorismo. O primeiro-ministro canadense, Justin Trudeau, pediu uma “investigação profunda”. Já o presidente ucraniano, Volodimir Zelensky, interrompeu suas férias em Omã para retornar à Kiev, ordenou uma investigação e anunciou a inspeção de “toda frota aérea civil ucraniana”, independentemente da causa do acidente.

Copyright © UOL

Compartihe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
E-MAIL

Você também pode gostar: