Caixa libera novo saque do auxílio de R$ 600; confira calendário completo

A partir desta terça-feira (6), estão liberados novos saques e transferências do auxílio emergencial de R$ 600 para aniversariantes de junho que não são do Bolsa Família. A pessoa poderá sacar pelo menos uma das cinco primeiras parcelas, dependendo da data em que teve o cadastro aprovado.

Alguns beneficiários podem sacar ou transferir duas parcelas acumuladas. O dinheiro liberado hoje para saque e transferência faz parte do ciclo 2 de pagamentos —ele havia sido depositado em poupança digital da Caixa em 16 de setembro.

Confira abaixo detalhes de todos os calendários de pagamento do auxílio emergencial.

Qual parcela poderei sacar ou transferir? A parcela liberada hoje faz parte do ciclo 2 e depende de quando o cadastro foi aprovado, de acordo com o seguinte critério:

1ª parcela: quem se cadastrou com ajuda de funcionários dos Correios entre 8 de junho e 2 de julho

1ª parcela: quem foi aprovado depois de contestar o cadastro entre 3 de julho e 16 de agosto

2ª parcela: quem teve o cadastro aprovado em julho

2ª parcela: quem foi aprovado depois de contestar o cadastro entre 24 de abril e 19 de junho

3ª parcela: quem começou a receber o auxílio entre o final de junho e o começo de julho

4ª parcela: quem começou a receber o auxílio em maio

5ª parcela: quem começou a receber o auxílio em abril.

Pessoas que tiveram parcelas bloqueadas por problemas no cadastro ou suspeita de fraude podem ter dois pagamentos acumulados disponíveis agora para saque e transferência.

Entenda o pagamento por ciclos.

A Caixa chama de ciclo cada calendário em que todos os beneficiários do auxílio emergencial (exceto os do Bolsa Família) recebem pelo menos uma parcela, independente de qual seja. Esses cronogramas seguem por ordem do mês de aniversário, começando com os nascidos em janeiro e terminando com os de dezembro.

A cada ciclo há dois cronogramas, ambos levando em conta a data de nascimento do beneficiário.

Na primeira etapa, o dinheiro é depositado em uma poupança digital da Caixa e, nesse caso, os valores podem ser usados apenas para pagamento de contas e boletos e para compras por meio de cartão virtual. É necessário usar o aplicativo Caixa Tem (disponível para Android e iOS). A segunda etapa é para o saque do auxílio ou para transferir o dinheiro a outra conta.

O ciclo 1 já se encerrou. Está em andamento a fase de saques ciclo 2 (coluna da direita no calendário abaixo):

Próximos ciclos de pagamento No total, serão seis ciclos de pagamento, com depósitos até 29 de dezembro e saques até 27 de janeiro.

A quantidade de parcelas total a que a pessoa terá direito depende do mês em que ela começou a receber o auxílio. O máximo são nove parcelas, sendo as cinco primeiras de R$ 600 e as quatro últimas de R$ 300.

Quem recebeu a 1ª em abril: 9 parcelas

Quem recebeu a 1ª em maio: 8 parcelas

Quem recebeu a 1ª em junho: 7 parcelas

Quem recebeu a 1ª em julho: 6 parcelas.

Quem contestou o cadastro por meio da plataforma digital entre os dias 20 de julho e 25 de agosto for considerado elegível receberá no total 5 parcelas de R$ 600 —a primeira no ciclo 3 e as duas últimas juntas no ciclo 6. Esse grupo não terá direito a nenhuma parcela do chamado auxílio emergencial residual, de R$ 300.

Mulheres chefes de família têm direito a duas cotas. Portanto, as cinco primeiras parcelas são de R$ 1.200, enquanto as quatro últimas são de R$ 600.

Veja a seguir o cronograma completo dos próximos pagamentos divulgados:

Dinheiro sumiu? Pode ser transferência automática

Se o que restava de saldo na poupança digital “desparecer”, o dinheiro pode ter sido transferido automaticamente para outra conta pessoal (aquela indicada no momento do cadastro no auxílio emergencial).

Por isso, a Caixa orienta que as pessoas verifiquem o saldo do app Caixa Tem antes de se dirigirem a uma agência, lotérica ou correspondente Caixa Aqui.

Saques dos auxílio de R$ 300 para o Bolsa Família

Quem é do Bolsa Família e tem direito à prorrogação do auxílio já pode sacar a 1ª parcela de R$ 300 (ou R$ 600 para mulheres chefe de família). Não é possível acumular integramente pagamentos do auxílio e do Bolsa Família. Se o valor do seu Bolsa Família é inferior a R$ 300, você vai receber parcelas de R$ 300. Se for superior a R$ 300, vai receber o valor do Bolsa Família.

A 2ª parcela extra de R$ 300 será liberada entre 19 e 30 de outubro, conforme o último dígito do NIS (Número de Identificação Social) —começando pelo 1 e terminando pelo 0.

Os beneficiários podem sacar o dinheiro por meio do cartão do Programa Bolsa Família, Cartão Cidadão ou por crédito em conta da Caixa.

Copyright © Uol

Compartihe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
E-MAIL

Veja também:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp