Curso amplia debate sobre uso da Inteligência Artificial em auditorias no interior do Amazonas

Nesta quinta-feira (11), Rogério Rangel, auditor da Diretoria de Controle Externo dos Municípios do Interior (Dicami), e Arlesson Anjos, diretor de Inteligência Artificial do Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM), ministraram uma palestra em curso voltado aos auditores técnicos da Corte de Contas que irão atuar no interior do Amazonas.

A aula ocorreu na Escola de Contas Públicas (ECP) e abordou temas como contas de governo, contas de gestão, utilização da inteligência artificial para facilitar as análises de prestação de contas e os procedimentos usados em auditorias no interior do Estado.

Rogério Rangel ressaltou aspectos relacionados a prazos a serem cumpridos, notificações e acompanhamento com relatórios detalhados durante as auditorias. Já Arlesson Anjos abordou questões relacionadas ao manuseio e acesso ao sistema e-contas. O diretor falou ainda sobre a importância do suporte do banco de dados do Tribunal e de outras instituições, no fornecimento de informações mais detalhadas aos jurisdicionados.

Participante da palestra, José Augusto de Souza Melo, auditor na Diretoria de Controle Externo de Transferências Voluntárias (Diatv) ressaltou a importância da inteligência artificial como ferramenta fundamental para as auditorias e análises de contas dos órgãos jurisdicionados.

Compartihe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
E-MAIL

Veja também: