13 de julho de 2024

Governador Wilson Lima entrega documento reforçando pedido de ajuda ao Governo Federal para minimizar os impactos da estiagem

Solicitação ocorreu durante a reunião com o Ministro de Desenvolvimento Social, Família e Combate à Fome, Wellington Dias

Em reunião de alinhamento com o Ministro de Desenvolvimento Social, Família e Combate à Fome, Wellington Dias, nesta sexta-feira (28/06), o governador Wilson Lima entregou ofício com as demandas prioritárias na área de assistência social para as ações de enfrentamento à estiagem no estado do Amazonas. O encontro ocorreu em um hotel, na zona oeste da capital.

Wilson Lima apresentou, ainda, ao ministro um panorama do cenário da estiagem do estado, assim como os programas e ações referentes a abastecimento de água potável, insumos e medicamentos para a saúde, de ajuda humanitária, como programa Merenda em Casa, o Prato Cheio, entre outras que vêm sendo trabalhadas, desde o início do ano, com o objetivo de mitigar os impactos causados pelo fenômeno.

“Eu entreguei e conversei com o ministro sobre as demandas e como é que podemos fazer essa construção, porque o problema não é só do estado do Amazonas, ele é um problema da Amazônia; é um problema do Brasil. O Estado do Amazonas sozinho não tem condições de superar isso. Da mesma forma que os municípios também terão dificuldades. Daí a necessidade de ter um diálogo permanente para que possamos trabalhar de forma preventiva”, explicou o governador.

No dia 20 de junho, o governador Wilson Lima se reuniu com secretarias e órgãos estaduais para tratar o assunto. De acordo com dados dos sistemas de monitoramento, em 2024 o período de estiagem deve ser adiantado em 30 dias e os impactos sentidos já a partir do mês de julho.

“Estamos trabalhando integrado com o Governo do Estado, de forma preventiva, para garantir ajuda humanitária e compra de alimento da própria região para o dinheiro circular, além de cuidar dos pescadores, de indígenas, quilombolas, comunidades isoladas e dos ribeirinhos; tudo isso para que tenhamos menos prejuízos à população”, disse o ministro.

Estiveram presentes na reunião a deputada estadual Alessandra Campelo; os secretários de Estado da Assistência Social (Seas), Kely Patrícia Paixão; de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti), Serafim Corrêa; da Defesa Civil, coronel Francisco Máximo; do Meio Ambiente (Sema), Eduardo Taveira; e de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam), Juliano Valente.

Saúde

Nesta sexta-feira (28/06), o Governo do Estado envia duas balsas abastecidas com medicamentos e produtos da saúde, com saída de Manaus, para as calhas dos rios Juruá e Madeira. Sete municípios da calha do Juruá, sendo Juruá, Carauari, Itamarati, Eirunepé, Envira Ipixuna e Guajará, e seis municípios da calha do Madeira, sendo Nova Olinda do Norte, Borba, Novo Aripuanã, Manicoré, Humaitá e Apuí, receberão os medicamentos e insumos, disponibilizados pela Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (SES-AM), por meio da Central de Medicamentos do Amazonas (Cema).

Nos dias 4 e 5 de julho, outras balsas com medicamentos e produtos da saúde estão previstas para sair da capital para as calhas dos rios Purus e Alto Solimões. Receberão os produtos e medicamentos os municípios de Beruri, Tapauá, Canutama, Lábrea, Pauini e Boca do Acre, da calha do Purus, e os municípios de Fonte Boa, Jutaí, Tonantins, Santo Antônio do Içá, Amaturá, São Paulo Olivença, Benjamin Constant, Atalaia do Norte e Tabatinga, da calha do Alto Solimões.

Compartihe:

Você também pode gostar

Camila Pudim lança “Divertidamente Makeup” em duas línguas e alcança mais de 40 milhões de visualizações em 24 horas

Famosos
12 de julho de 2024