17 de julho de 2024

Governo do Amazonas investe R$ 694,5 mil na reforma do Mercado Municipal Maximino Corrêa, entregue nesta terça

As obras são fruto de convênio com o município, que entrou com a contrapartida de R$ 14,1 mil

Com investimentos do Estado no valor de R$ 694.503,29, Governo do Amazonas e Prefeitura de Manaus entregaram, nesta terça-feira (11/06), com as obras de reforma concluídas, o Mercado Municipal Maximino Corrêa, na zona sul. Os recursos investidos, no total, foram R$ 708.676,82, sendo R$ 14.173,53 a contrapartida do município. 

A obra é fruto de convênio firmado entre Estado e município, envolvendo a reforma de 30 feiras e mercados, 15 deles já concluídos. Foram oito convênios no total e o investimento geral é de R$ 27,8 milhões, com R$ 525 mil de contrapartida municipal. Os recursos estaduais previstos em convênio são repassados à Prefeitura pela Unidade Gestora de Projetos Especiais (UGPE) do Governo do Amazonas. As obras são executadas pela Secretaria Municipal de Agricultura, Abastecimento, Centro e Comércio Informal (Semacc) e fiscalizadas pelo Estado.

De acordo com o secretário da UGPE, Marcellus Campêlo, a reforma do Mercado Municipal Maximino Corrêa incluiu a restauração da cobertura, instalação de wi-fi, climatização do espaço, demolição e reconstrução de boxes. “Além disso, a implantação de um novo sistema de esgotamento sanitário e a recuperação das instalações elétricas e dos banheiros, melhorando o ambiente e a segurança para os permissionários e a população que frequenta o local”, afirmou.

O subcoordenador jurídico da UGPE, Francisco Soares, que representou o secretário e o Governo do Amazonas no evento de entrega da obra, destacou a iniciativa do Estado em investir em melhorias para a cidade de Manaus. “Todo o dinheiro investido aqui demonstra o compromisso do Governo com a cidade de Manaus. É muito gratificante ver a diferença que a reforma fará na vida de todos os feirantes”, disse Soares.

Fundado em 1966, o Mercado Maximino Corrêa, tem uma área de 559 metros quadrados e abriga 51 permissionários, divididos entre 39 boxes e 12 bancas. A última reforma do local ocorreu em 2015, há nove anos. O mercado emprega, diretamente, 70 pessoas e cria mais de 300 empregos indiretos.

Para a feirante Rosalva Pereira de Araújo, a revitalização trouxe uma mudança muito bem-vinda. “Nós estávamos abandonados há muito tempo. Quando cheguei para trabalhar aqui, não estava em uma situação legal. Agora, após a reforma, temos ar-condicionado, wi-fi para os clientes. Isso vai ajudar muito nas nossas vendas”, comemorou. 

Outros 14 mercados e feiras que integram os convênios com o Estado, já foram entregues na gestão do governador Wilson Lima. São eles: Feira Municipal do São Francisco, Mercado Municipal Jorge de Moraes, Feira Itinerante Prefeito 1 e Feira Itinerante Prefeito 2, Feira Municipal do Bairro da Paz, Feira do Quarentão, Mini Shopping da Compensa, Feira Municipal Polivalente, Feira Municipal da Glória, Feira da Ceasa, Feira Municipal do Alvorada I-Ceasa, Feira do Jardim dos Barés, Feira Municipal Padre Rogério Ruvoletto e a Feira Municipal do Alvorada 2.

Compartihe:

Você também pode gostar

Influente congressista democrata, Adam Schiff pede a Biden que desista de se candidatar a presidente dos EUA

Internacional
17 de julho de 2024