13 de julho de 2024

Prefeitura de Manaus inaugura parque Gigantes da Floresta para promover a alegria das crianças da capital

Com o objetivo de resgatar a alegria da primeira infância das crianças manauaras, a Prefeitura de Manaus, por meio do Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb), em parceria com o Governo do Amazonas, inaugurou, na noite desta quinta-feira, 4/7, o parque Gigantes da Floresta, localizado entre os bairros Novo Aleixo e Tancredo Neves, nas zonas Leste e Norte. O novo espaço, único na região Norte, conta com mais de 18 mil metros quadrados e proporciona um mergulho na fauna e flora amazônica, com mais de 80 animais esculpidos.

Para o prefeito David Almeida, a inauguração da primeira etapa do parque Gigantes da Floresta é uma ação que busca resgatar a alegria da primeira infância das crianças da capital amazonense. No espaço, elas terão a oportunidade de vivenciar experiências raras no dia a dia, muito pelo contato constante e precoce com a tecnologia.

“As crianças precisam voltar a ser crianças. As crianças estão interagindo muito com as máquinas. Hoje, infelizmente, alguns pais estão terceirizando a criação dos seus filhos para o tablet, para o computador, para o celular. E a intenção desse parque é fazer com que a criança volte a ser criança, ela venha para cá, possa interagir com outras crianças, possa correr, possa ter contato com as pedras, com a água, com a areia, com todos esses animais, que ela possa. Fazer escaladas, escorregar, é um parque educativo, contemplativo, informativo, interativo e educacional. Portanto, nós estamos com essa concepção para que nós possamos voltar à primeira infância”, explicou o prefeito de Manaus. 

O Gigantes da Floresta foi inaugurado com seis cenários, sendo o dos répteis (cobra, jacaré, ovos, iguana); anfíbios (sapos); primatas e mamíferos (macacos); onças-pardas, pintada e uma pantera-negra; árvore central; e peixes, como tucunaré, pirarucu, arraias e vitórias-régias flutuando suspensas.

O gigantismo da obra, com projeto arquitetônico do Implurb, segue com a maior praça molhada da cidade, com 3,6 mil metros quadrados, que tem ao centro a “Árvore da Vida”, com 15 metros de altura por 15 metros de diâmetros, que funcionará com esguichos de água num labirinto de folhas de aço, para ser explorado tridimensionalmente.

Presente na inauguração, o vice-governador do Amazonas, Tadeu de Souza, ressaltou a importância de a obra ter sido realizada entre as duas zonas da cidade, principalmente por levar serviços de qualidade para essa área da capital amazonense que por anos foi deixada de lado pelo poder público.

“A gente tinha o hábito de passar aqui pela zona Norte e na Leste e via um vácuo urbano. A população daqui se instalou nessa região, no Novo Aleixo, no Mutirão, no Tancredo Neves, desde a década de 90 e cresceu de forma desordenada. Mas poucas foram as gestões que tiveram um olhar apurado, atencioso e com intervenções, como está fazendo a Prefeitura de Manaus. Eu acho que é um marco importante porque são vários investimentos que estão sendo feitos nessa área”, afirmou Tadeu.

Os cenários do parque Gigantes da Floresta foram projetados para atender todos os públicos, de crianças a adolescentes e adultos, além de ter acessibilidade para Pessoas com Deficiência (PcD). E ainda há sete conjuntos de playground, cinco de balanços e brinquedos inclusivos e exclusivos para PcDs, e um balancinho. O local também conta com sinalização e lixeiras padronizadas para lixo reciclável e orgânico.

Diretor-presidente do Implurb, Carlos Valente destacou que a entrega do novo espaço público vai auxiliar no convívio das crianças e na interação entre elas, desenvolvendo esse sentimento de bem comum.

“Essa é uma entrega que simboliza a valorização de uma geração que começa a se despontar para essa cidade. Eu tenho certeza que todas essas crianças que vão passar por aqui, vão se divertir e vão se divertir e pensar em fazer alguma coisa pelo bem das outras crianças. Então esse é o sentido dessa obra. É um ponto de encontro para a comunidade promovendo saúde, bem-estar e conexão com a natureza”, salientou Valente.

Morador do Mutirão, o aposentado Wilton Porto, 55 anos, aproveitou a inauguração para tirar um tempo de qualidade com as três netas, que se encantaram com a dimensão e a beleza do parque.

“Eu estou achando uma maravilha. Eu estou achando que aqui não vai mais ser Mutirão, aqui é o Vieiralves eu acho, está muito bonito, o prefeito está fazendo ótimo trabalho para a zona Leste. Eu tenho que parabenizar. Quem não trabalha, a gente tem que criticar, mas nós estamos vendo aqui no nosso bairro que está sendo muito gratificante e está maravilhoso, está bonito, uma coisa que eu nem esperava de ver essa área aqui do jeito que está, uma lindeza”, afirmou Porto.

Gestão

O Gigantes da Floresta terá uma área administrativa e de monitoramento da segurança num contêiner, que ficará a cargo da Secretaria Municipal de Segurança Pública e Defesa Social (Semseg). Câmeras e outros equipamentos modernos vão assegurar uma segurança de alto nível no parque, incluindo guardas municipais em ronda 24 horas, com motos, quadriciclos e viaturas.

Equipes de monitores vão auxiliar, orientar e cuidar do bom uso e entretenimento das crianças e jovens nos cenários durante o funcionamento do parque. O espaço possui um conjunto de banheiros masculino, feminino, PcDs e para a família.

O início

O Gigantes da Floresta se soma ao parque Amazonino Mendes, numa área total que envolve 134 mil metros quadrados, ampliando a urbanidade, lazer, esporte e entretenimento na capital.

Os animais são obras de arte esculpidas em concreto e tela de viveiro, outros em EPS, material mais conhecido como isopor, usando técnicas de construção, modelagem, colagem, papel machê, fibra de vidro, acabamentos, detalhamento e pintura feitas por artistas e escultores.

A construção traz cenários interativos temáticos, com rampas de escalada, escorregadores, área molhada, entre outros. Todas as figuras ligadas à floresta serão manuseadas como brinquedos lúdicos para as crianças e interativos para os adultos.

Compartihe:

Você também pode gostar