22 de julho de 2024

Rio Negro volta a descer após sete meses de cheia em Manaus

O Rio Negro voltou a descer após sete meses de cheia em Manaus. Desde o domingo (23), o rio desceu dois centímetros chegando, nesta terça (25), ao nível de 26,83 metros.

A previsão de que, em 2024, o Amazonas tenha uma seca severa nos mesmos moldes ou até pior do que o estado viveu em 2023. Com isso, a Defesa Civil tem se preparado para enfrentar o problema. Neste período, inclusive, o rio deveria estar no ápice da cheia, e não iniciando a vazante.

A última vez que as águas retrocederam foi no dia 16 novembro do ano passado. Desde então, o Rio Negro tem mantido um ritmo lento, mas constante de subida.

Todavia, no domingo, o rio desceu um centímetro. Na segunda (24), as águas se estabilizaram, não subindo e nem descendo. Já nesta terça (25), o rio vazou mais um centímetro.

O cenário é o mesmo em Itacoatiara, Tabatinga e Coari. Na Velha Serpa, segundo o boletim da Praticagem dos Rios Ocidentais da Amazônia (Proa Manaus), o Rio Amazonas desceu, desde o dia 16 de junho até esta terça-feira, 14 centímetros.

Em Tabatinga, do dia 16 até esta terça, o Rio Solimões desceu de 7,89 metros para 6,71 metros. Em Coari, no mesmo período, o rio também desceu 14 centímetros.

Compartihe:

Você também pode gostar