Vereador de Eirunepé é preso por suspeita de envolvimento com o tráfico de drogas

O vereador de Eirunepé Antilde Jose Gomes (MDB) foi preso, nesta sexta-feira (1º), suspeito de envolvimento com o tráfico de drogas no município. O parlamentar é irmão por parte de pai do senador pelo Amazonas Plínio Valério (PSDB).

Ao g1, Plínio Valério afirmou por meio de assessoria que não convive com o suspeito, e que defende a investigação e o trabalho das autoridades. O senador também disse que não pode responder por atos e ações de terceiros. O g1 também tenta contato com a assessoria de Antilde.

De acordo com o delegado Torquato Mozer, responsável por investigar o caso, o vereador seria um dos compradores de parte de uma carga de 100 quilos de drogas, avaliada em R$6 milhões, que foi apreendida na semana passada.

O material entorpecente estava escondido em uma área alagada de Eirunepé, e foi encontrado com um homem, utilizado como “mula”, que realizava o transporte do material.

“A partir deste fato, nós conseguimos identificar as pessoas que comprariam essas drogas, e que as revenderiam posteriormente. Então obtivemos, por técnicas investigativas, as provas de que esses compradores estavam negociando essa carga, e solicitamos a prisão dessas pessoas à Justiça”, explicou o delegado.

Segundo as investigações, além do vereador Antilde, outro homem que não teve a identidade revelada também foi preso por envolvimento com o esquema.

A Polícia Civil não detalhou qual a quantidade de drogas o parlamentar pretendia comprar, e disse que o caso segue em investigação

Compartihe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
E-MAIL

Veja também:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp