Mutirão de limpeza em 12 cidades reuniu 377 voluntários e recolheu quase 700 kg de resíduos

A Papelito, marca de papéis para enrolar e acessórios, promove desde 2012 iniciativas sustentáveis em prol do planeta. Pelo quarto ano consecutivo realiza o “Fevereiro Verde”, um mês inteiro dedicado à conscientização ambiental, que conta com o Dia V. Neste ano, a ação aconteceu no último sábado em 12 cidades pelo Brasil, reunindo voluntários para plantio de mudas e limpeza de praias, lagos, fundo do mar e parques.

Com mais de 27 mil árvores reflorestadas e toneladas de material reciclado, sendo uma das únicas empresas no setor a ser considerada carbono zero no mundo, a Papelito reuniu no Rio de Janeiro (RJ), Manaus (AM); Recife (PE); Salvador (BA); Florianópolis (SC); Belo Horizonte (MG); Fortaleza (CE); Brasília (DF); Curitiba (PR); São Paulo e Ilhabela (SP); e Ilha do Mel (PR), o total de 377 voluntários que fizeram a diferença. Foram 668.593 quilos de resíduos coletados, onde 10.564 eram bitucas de cigarro. Além disso, mais 465 mudas foram plantadas em Curitiba, São Paulo e Ilha do Mel. 

“No primeiro ano de ação fizemos apenas um mutirão de plantio e hoje é emocionante ver o quanto esse movimento cresceu. Foi incrível acompanhar a galera se mobilizando em 12 cidades diferentes ao mesmo tempo, e também chocante ver a quantidade de lixo que encontramos em poucas horas de trabalho. Salvar o verde é urgente e nossa missão está apenas começando. Já estamos empolgados com os planos para 2025”, afirma Gaia Diniz, coordenadora de comunicação da Papelito. 

O objetivo do Dia V é convocar tanto o público final quanto os parceiros da marca para fazerem parte da ação como voluntários. Além dos parceiros comerciais, que vão desde distribuidores e atacadistas, até diferentes tipos de pontos de venda, a empresa conta ainda com a parceria de influenciadores, ONGs e Institutos como a Limpa Brasil, que atuou em 10 cidades (Fortaleza, Rio de Janeiro, Florianópolis, São Paulo, Brasília, Curitiba, Manaus, Recife, Belo Horizonte e Salvador), a Sea Shepherds, que foi responsável pela limpeza no fundo do mar com mergulhadores, em Ilhabela, no litoral paulista e a Ecolocal que ficou à frente do mutirão na Ilha do Mel, no Paraná.

Ações durante todo ano

A sustentabilidade faz parte do dia a dia da Papelito (a sede, que fica em Brasília, faz separação de lixo e usa energia solar), da elaboração dos produtos e dos planos pro futuro, todos os papéis (embalagem e fumo) tem selo FSC (madeira reflorestamento), além de única no segmento com carbono zero. Em fevereiro é quando a Papelito envolve mais pessoas nessa missão, mobilizando o público e os parceiros. 

Esse mês, ações de distribuição gratuita de bituqueiras descartáveis e sementes aconteceram em blocos de Carnaval e em diversos pontos de venda parceiros. Além disso, também foram inaugurados pontos de coleta de bitucas, em São Paulo e no Rio de Janeiro. Essas bituqueiras serão periodicamente recolhidas pela Poiato, uma empresa parceira que transforma as bitucas recolhidas em papel reciclado.

Plantio de mudas e árvores

Um dos principais projetos em prol do meio ambiente que a marca promove, é o plantio de 100 mil árvores, que está sendo realizado pela Papelito na Amazônia.

“Essa é uma meta ousada que será cumprida até 2027. Até o momento, já plantamos mais de 27 mil árvores. Além disso, costumo dizer que a sustentabilidade está presente o ano todo no dia a dia da empresa, na elaboração dos produtos, nos planos para o futuro e em tudo que fazemos. Mas, em fevereiro é quando a gente traz conteúdos de sustentabilidade para inspirar mais pessoas, divulgar conhecimento e trazer também o convite para o público em geral colocar a mão na massa junto com a gente”, finaliza Chrystian Sarkis, CEO e fundador da Papelito.

Veja o mini documentário sobre o plantio na Amazônia: https://www.youtube.com/watch?v=42DRLavw9UU

Compartihe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
E-MAIL

Veja também: