Doria rebate Bolsonaro: “saia de seu mundinho de ódio e percorra hospitais”

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), rebateu a declaração de Jair Bolsonaro, que na manhã desta quarta-feira (29) mandou jornalistas perguntarem ao governador de SP sobre as mortes por coronavírus no estado. Doria rebateu a fala do presidente, ”saia da tua bolha, dessa tua fábula, de seu mundinho de ódio, percorra hospitais, seja solidário com a realidade de seu país, com brasileiros que choram seus mortos”.

“Saia dessa redoma de Brasília e venha visitar o hospital das clinicas, do M’Boi Mirim, ao lado de Bruno Covas, e venha ver as pessoas agonizando nos leitos. E se não quiser visitar Sâo Paulo, por medo ou por outra razão, vá a Manaus, para ver a realidade de seu país. Saia da tua bolha, dessa tua fábula, de seu mundinho de ódio, percorra hospitais, seja solidário com a realidade de seu país, com brasileiros que choram seus mortos”, afirmou Doria.

O governador de SP ainda continuou, ”não acho que vidas são números. Nem meus filhos, presidente Bolsonaro, são tratados por números. São tratados pelos nomes. Com carinho e com afeto. Espero que o senhor possa resgatar seu sentimento para ter um olhar de carinho e compaixão pelos brasileiros”

Hoje pela manhã Bolsonaro afirmou que o governo federal fez “tudo que é possível ser feito” para conter a crise causada pela pandemia do coronavírus e que não pode ser responsabilizado pelas mais de 5 mil mortes no País. “Não vão botar no meu colo uma conta que não é minha”. Segundo o presidente, governadores e prefeitos que adotaram medidas de isolamento social é que devem ser cobrados.

“A imprensa tem que perguntar para o Doria por que mais pessoas estão perdendo a vida em São Paulo”, disse Bolsonaro.

Compartihe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
E-MAIL

Você também pode gostar: