Pesquisa indica queda de 2% no abate de frangos no país

O abate de frangos no segundo trimestre de 2022 caiu 2% e o de bovinos e de suínos cresceu 2,7% e 6,6%, respectivamente, na comparação com o mesmo período de 2021.

Os resultados preliminares da Estatística da Produção Pecuária foram divulgados hoje (11), no Rio de Janeiro, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Os números completos sairão em 6 de setembro.

Bovinos

Foram abatidas no segundo trimestre 7,32 milhões de cabeças de bovinos, um aumento de 5,2% na comparação com o primeiro trimestre de 2022. A produção chegou a 1,93 milhão de toneladas de carcaças, 2,3% a mais do que no mesmo período de 2021 e alta de 5,1% em relação ao primeiro trimestre de 2022.

A aquisição de leite cru pelos estabelecimentos com inspeção sanitária municipal, estadual ou federal foi de 5,39 bilhões de litros no segundo trimestre, o que representa queda de 7,7% em relação ao mesmo período de 2021 e recuo de 8,6% em relação ao primeiro trimestre deste ano.

Quanto aos curtumes, os estabelecimentos que trabalham com volumes a partir de cinco mil unidades inteiras de couro cru bovino por ano receberam 7,41 milhões de peças no trimestre. A quantidade significa redução de 2% na comparação com o mesmo período de 2021 e expansão de 4,0% em relação ao trimestre imediatamente anterior.

Suínos

O abate de suínos registrou 14 milhões de cabeças no trimestre, 2,6% a mais do que no primeiro trimestre de 2022. O peso acumulado das carcaças atingiu 1,30 milhão de toneladas, alta de 6% em relação ao segundo trimestre de 2021 e de 4,5% na comparação com o primeiro trimestre de 2022.

Frangos

Segundo a pesquisa do IBGE, os frangos abatidos no segundo trimestre deste ano somaram 1,49 bilhão de cabeças. A queda em relação ao primeiro trimestre foi de 3,4%.

O peso das carcaças chegou a 3,63 milhões de toneladas, o que representa expansão de 0,6% na comparação anual e recuo de 3,7% frente ao trimestre imediatamente anterior.

A produção de ovos de galinha foi de 992,44 milhões de dúzias, retração de 0,6% na comparação anual e aumento de 1,6% na trimestral.

Compartihe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
E-MAIL

Veja também:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp