Em blitze no fim de semana, Detran-AM autua 304 condutores por diversas irregularidades

Durante blitze no final de semana, agentes do Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM) autuaram 304 motoristas por diversas irregularidades, sendo 29 autuações realizadas com base na Lei Seca. Dois condutores foram encaminhados para a delegacia, um deles por desacato e por dirigir sob o efeito de álcool, e outro por falsificação de documento e adulteração de sinal identificador do veículo.

De sexta-feira (23/10) até ontem (25/10), dos 977 veículos fiscalizados, 304 foram autuados por algum tipo de irregularidade, sendo que 33 motoristas tiveram os veículos removidos para o parqueamento do Detran-AM.

Além dos condutores flagrados dirigindo sob o efeito de bebida alcóolica, outros quatro se recusaram a fazer o teste do bafômetro. No entanto, como o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) prevê as mesmas sanções administrativas aplicadas aos motoristas embriagados, eles foram multados em R$ 2.934,70 e autuados por infração gravíssima, tendo aplicados sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Desacato e embriaguez – Durante blitz realizada pelo Núcleo Especializado em Operações de Trânsito (Neot) na rua do Comércio, bairro Parque 10 de Novembro, na madrugada de domingo (25/10), um motorista de 39 anos foi detido por dirigir alcoolizado e por desacato. Ele tentou evitar o flagrante de alcoolemia buscando intimidar os agentes, dizendo ser sobrinho de uma autoridade.

Durante a ação, ao ser solicitado que apresentasse o documento do veículo e sua carteira de habilitação, o condutor desembarcou do veículo, momento em que os agentes perceberam que ele estava visivelmente embriagado. Segundo os agentes de trânsito, ele foi solicitado a realizar o teste do bafômetro, mas se negou.

Além disso, o veículo estava em atraso e, no momento em que eram lavradas as autuações, o motorista tomou o documento da mão do agente e os rasgou. Em seguida ele ainda subiu na plataforma que “guinchou” seu veículo e acabou caindo. O homem, que dirigia um veículo modelo Gol, de cor preta, foi encaminhado à delegacia.

“Assim que ele foi flagrado pelos nossos agentes, tentou dissuadi-los dizendo que era parente de uma autoridade. Mas, nas nossas operações, não existe essa história de ser parente de A ou B. Se estiver irregular, vamos agir conforme manda a lei. Infelizmente, devido a essa atitude, o condutor foi apresentado em flagrante na delegacia por estar visivelmente embriagado e pelo desacato”, explicou o coordenador-geral do Neot, Victor Mansur.

Documento – Na noite de domingo (25/10), outro motorista foi encaminhado à delegacia. Dessa vez o motivo foi a adulteração de chassi de uma motocicleta e a apresentação de um documento, possivelmente adulterado.

O caso aconteceu em uma blitz realizada no bairro Parque Riachuelo, na zona oeste da capital. O condutor de 32 anos pilotava uma motocicleta e, ao ser parado pelos agentes do Neot, foi constatado que ele não portava o documento do veículo e também pilotava o veículo sem ser habilitado.

Além dessas duas infrações, os agentes verificaram a adulteração no chassi da motocicleta e encaminharam o caso à delegacia da área. Lá, um parente do condutor apresentou o documento do veículo que, segundo os agentes, apresentava indícios de adulteração. O caso deverá ser investigado pela Polícia Civil.

FOTOS: Divulgação/Detran-AM

Compartihe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
E-MAIL

Veja também:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp