Escola da Prefeitura de Manaus é eleita referência estadual do Prêmio Gestão Escolar 2020

Com o projeto ‘Ressignificando vivências de uma educação integral em tempos de pandemia’, a escola municipal Sérgio Alfredo Pessoa Figueiredo, localizada no bairro Presidente Vargas, zona Sul, ficou em 1º lugar no Prêmio Gestão Escolar (PGE) 2020 e conquistou o título de “Escola de Referência Estadual”. O anúncio oficial foi enviado à Prefeitura de Manaus pelo Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed).

Como premiação, a unidade de ensino da Secretaria Municipal de Educação (Semed) vai receber um certificado, R$ 5 mil, além de seis vagas gratuitas no curso de especialização a distância, da Universidade Virtual do Estado de São Paulo (Univesp), em 2021. No total, 254 escolas do Amazonas se inscreveram para participar do prêmio, sendo 97 municipais e 157 estaduais. A Sérgio Pessoa ficou entre as 27 de todo o país, selecionadas pelos Comitês Estaduais. 

Para a secretária municipal de Educação, Kátia Schweickardt, a premiação é mais um reconhecimento do trabalho pedagógico realizado pelos educadores na rede municipal de Manaus, mas, principalmente, do compromisso da gestão do prefeito Arthur Virgílio Neto de levar aos alunos uma educação de qualidade.

“Esse prêmio, na verdade, visa reconhecer as práticas inovadoras das escolas em relação à continuidade do processo ensino-aprendizagem durante o enfrentamento da Covid-19. Para nós, é motivo de muito orgulho o trabalho que a gestora Regeane Chaves, junto com toda a equipe dela, que é valiosíssima, desenvolve. Significa também o esforço de nós conseguirmos nos tornar uma referência em educação básica de qualidade. Isso a gente deve à confiança do prefeito Arthur Neto na equipe Semed Manaus”, comentou a secretária da Semed.

Para a gestora da escola, Regeane Chaves, a premiação estadual é o reconhecimento ao trabalho realizado por todos que fazem parte da escola, e que apesar das dificuldades, conseguiram realizar com muito êxito tudo o que foi planejado.

“Tornar-se referência estadual, em tempos de pandemia, é a consolidação do desenvolvimento deste projeto, o qual nos permitiu constatar que, para promover a educação integral dos alunos durante um momento de extrema preocupação com a saúde da população, são necessárias ações coordenadas, realizadas por uma gestão colaborativa e com muito engajamento. Sendo assim, tivemos uma experiência altamente construtiva, gratificante e viável, embora ainda haja muito a ser feito a partir daqui”, explica a educadora.

A premiação é realizada pelo Consed, em parceria com a Organização dos Estados Ibero-Americanos (OEI) e da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime). O PGE visa reconhecer as práticas inovadoras de escolas em relação à continuidade do processo ensino-aprendizagem de seus estudantes durante o período de pandemia da Covid-19.

Próxima etapa

Com a primeira colocação na fase estadual, a escola municipal Sérgio Alfredo Pessoa Figueiredo já está participando da etapa de referência regional, onde será selecionada uma unidade de cada região (Norte, Nordeste, Centro-Oeste, Sudeste e Sul). A divulgação das finalistas deve ocorrer no dia 19 deste mês. As cinco melhores escolas eleitas vão concorrer na etapa de referência nacional, com resultado a ser divulgado no dia 10 de dezembro. 

A etapa regional consiste na avaliação dos relatos de experiências e realização de entrevistas, pelo Comitê Nacional, para a seleção das escolas de referência de cada região no país. A equipe escolar da unidade de Manaus passará por entrevista virtualmente, nesta quinta-feira, 12/11, às 16h, com duração de uma hora.

Projeto

O projeto “Ressignificando vivências de uma educação integral em tempos de pandemia” envolveu os 216 alunos, do 1º ao 5º ano do ensino fundamental da escola, durante a pandemia. O objetivo é assegurar os direitos de aprendizagem dos estudantes, levando em consideração as dimensões do desenvolvimento humano, intervindo na resolução de problemas da comunidade na pandemia da Covid-19.

As atividades foram realizadas em parceria com professores, alunos, demais servidores da escola, profissionais voluntários e a comunidade em geral. O trabalho da escola com o projeto obedeceu algumas etapas como: mapeamento; atendimentos gerais; movimento para suprir as necessidades prioritárias das famílias; tutoria familiar; atividades artísticas, de musicalização, esportivas e gastronômicas; atividades pedagógicas; orientações sobre saúde; roteiro de estudo e plantão de dúvidas.

Fotos – Ione Moreno / Arquivo Semcom

Compartihe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
E-MAIL

Veja também:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp