“Ele corria sérios riscos”, diz médico que socorreu árbitro agredido

“Ele corria sérios riscos”. Foi com essa frase que o clínico geral Sandro Hansel, que concedeu os primeiros socorros ao árbitro Rodrigo Crivellaro, começou a detalhar o estado em que encontrou o profissional, que foi agredido ainda dentro de campo por Willian Ribeiro, durante um jogo no RS.

Crivellaro já deixou o hospital, mas passará por um processo de recuperação conservador.

O médico afirma que as cenas de horror, acontecidas na última segunda-feira (4/10), poderiam ter terminado em tragédia. “Ele corria sérios riscos. Quando entrei em campo, ele estava desacordado. Chegou a perguntar para mim o que tinha acontecido. Primeiro, poderiam haver sequelas na vértebra caso alguém pegasse ele de um jeito errado. Além disso, corria risco de sofrer traumatismo craniano e até mesmo danos na coluna que o levariam a ficar paraplégico. Por isso, disse para ninguém tocar nele antes de o imobilizarmos”, disse Hansel.

Entretanto, dos males, o menos pior. Crivellaro sofreu uma fissura na vértebra cervical e fará um tratamento conservador. “O hospital era perto, cerca de dois minutos do estádio. Rodrigo estava acordado no caminho. Ele foi atendido por uma neurologista, fez todos os exames e hoje cedo estava mais tranquilo e conversando. No final das contas, ele teve uma leve fissura na vértebra cervical. O Rodrigo vai ter que usar um colete de conforto por um tempo. Deve poder voltar a apitar em torno de 2 a 3 meses”, afirmou ele, confirmando que o árbitro não corre mais nenhum risco.

Por conta do forte chute que sofreu, o agredido teve uma perda de memória recente e não se lembrava da agressão. “Fui um dos primeiros a contar o que havia acontecido. Claro, depois outros árbitros foram conversar com ele no hospital e também detalharam. Ele ficou sabendo também que a polícia prendeu o jogador. No hospital, ele chegou um pouco confuso, não sabia o por que de estar ali. Estava um pouco espantado. Era pra ser uma partida tranquila. Ninguém entende a loucura que esse cara fez. O jogador levou um cartão amarelo, derrubou o juiz e veio a cena lamentável”, completou Hensel.

Durante uma partida entre Guarani-RS e São Paulo-RS, o atacante Willian Ribeiro não gostou da punição que sofreu e agrediu Rodrigo. O jogador foi preso em flagrante por tentativa de homicídio, mas já foi liberado e responderá em liberdade.

Compartihe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
E-MAIL

Veja também:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp