Barbados deixa de ser colônia britânica e Rihanna se torna heroína nacional

Uma noite histórica para Barbados, na segunda-feira, 29 de novembro. A República foi declarada na National Heroes Square, em Bridgetown, capital do país. Desta forma, quase 400 anos depois da chegada da Grã-Bretanha, a Rainha Elizabeth II deixou de ser a chefe de Estado do país caribenho. Ex-colônia britânica, Barbados conquistou a sua independência há 55 anos, mas a decisão de se separar da monarquia foi anunciada em setembro de 2020.

A advogada Sandra Mason foi nomeada governadora-geral de Barbados pela Rainha Elizabeth II em janeiro de 2018, cargo que ocupou até assumir a presidência do país na segunda-feira, 29.

Esta é a 1ª vez em quase 30 anos que a rainha é removida do posto. O último país a fazê-lo foi as Ilhas Maurício, em 1992. Em 1999, a Austrália apresentou um referendo sobre o assunto, mas a proposta de desvinculação foi derrotada. O príncipe Charles, filho da rainha Elizabeth II, participou das celebrações republicanas em Bridgetown e foi alvo de críticas.

Nascida em Barbados, Rihanna foi declarada “Herói Nacional de Barbados” durante uma cerimônia que celebrou a transformação do país em uma república, na noite de segunda-feira, 30 de novembro. Barbados deixou de ser uma monarquia constitucional e removeu a Rainha Elizabeth II como chefe de estado.

Coube à rimeira-ministra Mia Amor Mottley, presentear Rihanna com a designação: “Que você continue a brilhar como um diamante e honrar sua nação com suas palavras, suas ações e dar crédito aonde quer que você vá”, disse Mia.

A Ordem dos Heróis Nacionais de Barbados foi criada em 1998, quando dez proeminentes barbadianos foram indicados para o grupo. O governo convocou nomeações públicas para adicionar à ordem em março de 2021.

Rihanna é a segunda mulher a ser homenageada desde que a ordem foi estabelecida. Ela passa a ser reconhecida no país como a Honorável Robyn “Rihanna” Fenty.

Compartihe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
E-MAIL

Veja também:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp