Desfile do Orgulho em NY tem tumulto por confusão entre fogos de artifício e tiros e protesto a favor do aborto

Centenas de pessoas reunidas no domingo em uma praça de Nova York para celebrar o Dia do Orgulho protagonizaram um tumulto depois que confundiram o som de fogos de artifício com tiros.

“Não houve tiros em Washington Square Park. Após uma investigação determinamos que os sons eram fogos de artifício lançados do local”, afirmou o Departamento de Polícia de Nova York no Twitter.

A polícia informou à AFP que não registrou feridos graves na confusão, mas indicou que não tinha condições de determinar quantas pessoas sofreram algum tipo de lesão.

Os organizadores do evento afirmaram que a decisão da Suprema Corte sobre o aborto, que acabou com quase cinco décadas de proteção e liberdade de saúde reprodutiva, foi “devastadora”.

“Esta decisão perigosa coloca milhões em perigo, dá ao governo controle sobre nossa liberdade individual de escolha e estabelece um precedente perturbador que coloca em risco muitos outros direitos e liberdades constitucionais”, afirmaram os organizadores.

Muitos grupos de direitos humanos temem que a decisão de revogar o direito federal do aborto represente o início de uma pressão mais ampla da Suprema Corte, atualmente dominada por uma maioria conservadora, para restringir outras liberdades conquistadas nas últimas décadas, como direitos à contracepção ou o casamento entre pessoas do mesmo sexo.

Compartihe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
E-MAIL

Veja também:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp