17 de julho de 2024

Inédito e com ‘potencial catastrófico’, furacão Beryl ganha força no Caribe e atinge categoria 5, a máxima da escala

O furacão “Beryl”, que avança pelo Caribe, ganhou força e foi reclassificado como de categoria 5 — a maior na escala de medidas, a Saffir-Simpson. Esta é a primeira vez que um fenômeno do tipo chega ao Caribe em um mês de junho já com essa força, o que fez autoridades preverem uma temporada de furacões severos na região.

Classificado pelo Centro Nacional de Furacões (CNH) dos EUA como “extremamente perigoso”, o Beryl ganhou mais força do que o inicialmente previsto e com mais velocidade, e pode atingir ventos de até 260 km/h.

O Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos (NHC, na sigla em inglês) informou na noite desta segunda-feira (1º) que o furacão está a cerca de 1.500 km da Jamaica, com “potencial catastrófico”.

A expectativa é que o furacão atravesse a Jamaica na quarta-feira (3). As previsões do NHC indicam para chuvas fortes com risco de inundações em algumas áreas do país.

Durante a semana, o furacão continuará avançando pelo Caribe em direção à costa do México. No entanto, as autoridades projetam que o fenômeno perca força ao longo dos dias.

Ainda assim, alertas foram emitidos para as Ilhas Cayman, Belize e para cidades que estão no sudoeste do Golfo do México.

Compartihe:

Você também pode gostar

Influente congressista democrata, Adam Schiff pede a Biden que desista de se candidatar a presidente dos EUA

Internacional
17 de julho de 2024