Maior tempestade em mil anos deixa 25 mortos na China

Descrita por meteorologistas como a “maior tempestade em mil anos”, as chuvas na província de Henan, na China, nesta quarta-feira (21/7), já deixaram 25 mortos. Apenas na capital, Zhengzhou, cerca de 100 mil pessoas foram levadas para zonas seguras, segundo a agência oficial Xinhua.

A região é cercada por rios da bacia do Rio Amarelo, que inundaram com a tempestade. Entre sábado e terça-feira (20/7), 617,1 mm de chuva foram registrados em Zhegzhou. É quase a média prevista para o ano inteiro, de 640,8 mm.

O metrô da cidade ficou inundado e vídeos nas redes sociais mostram passageiros com água até o peito. Nas imagens, é possível ver fortes correntes de água puxando vítimas até mesmo pelas ruas da cidade. Em uma escola, crianças tiveram de ser resgatadas em baldes.

Cerca de 600 pacidentes do Primeiro Hospital Afiliado de Zhengzhou tiveram de ser realocados para outros hospitais após o local perder a energia e os suprimentos de reserva.

Na cidade de Yihetan, a barragem teve uma ruptura de 20 metros. Já em Zhengzhou, o perigo de que o mesmo aconteça é iminente.

“Os esforços de prevenção de enchentes se tornaram muito difíceis”, afirmou o presidente Xi Jinping em um pronunciamento, nesta quarta-feira.

Compartihe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
E-MAIL

Veja também:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp