Mais de 10 “salas de tortura” foram encontradas em áreas retomadas, diz Zelensky

Tropas encontraram as chamadas “salas de tortura” e dispositivos usados ​​pelas forças russas em partes recuperadas da região Nordeste de Kharkiv, afirmou o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, em seu discurso noturno no sábado (17).

“Mais de dez salas de tortura já foram encontradas nas áreas libertadas da região de Kharkiv – em várias cidades e vilas”, disse Zelensky. “À medida que os ocupantes fugiram, eles também deixaram cair os dispositivos de tortura”.

“Mesmo na estação ferroviária regular de Kozacha Lopan, eles encontraram uma sala para tortura, encontraram ferramentas para tortura elétrica”, acrescentou.

No início do sábado, o Gabinete do Procurador Regional de Kharkiv fez alegações semelhantes. “O exército russo torturou pessoas no porão da chamada ‘milícia popular’ na cidade de Kozacha Lopan quando estava sitiada”, afirmou a Procuradoria Regional de Kharkiv em uma publicação nas redes sociais.

“Representantes da Federação Russa criaram uma pseudo-agência de aplicação da lei, no porão da qual foi montada uma câmara de tortura, onde os civis foram submetidos a torturas desumanas”, continuou o post. “Durante a inspeção, foram apreendidos documentos que confirmam o funcionamento da pseudo-polícia e o dispositivo com o qual os ocupantes torturaram civis com choque elétrico”.

O Gabinete do Procurador Regional de Kharkiv também forneceu fotos das “salas de tortura” e de um “dispositivo com o qual os ocupantes torturaram civis”.

CNN entrou em contato com o governo russo e o Ministério das Relações Exteriores da Rússia para comentar, e eles ainda não responderam.

Horrores da guerra: Os reportagens sobre Kharkiv seguem a descoberta de um local de enterro em massa na cidade oriental de Izium esta semana. Zelensky disse na sexta-feira (16) que alguns dos corpos mostravam “sinais de tortura“.

Compartihe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
E-MAIL

Veja também:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp