Treta entre Will Smith e Chris Rock começou antes do Oscar; entenda

Além de glamour, prêmios disputados e homenagens, a cerimônia de premiação do Oscar no domingo (28/3) foi marcada por um clima tenso: o momento em que Will Smith subiu ao palco e deu um tapa em Chris Rock, após o comediante fazer uma piada de mau gosto sobre a doença autoimune de Jada Pinkett Smith, esposa de Will.

O tapa parece cenográfico, no entanto, não estava no roteiro da premiação nem foi encenado para movimentar a cerimônia. A seriedade do incidente ficou evidente quando os dois começaram a falar palavrões no ar. O momento mais comentado da noite, porém, pode ser a gota d’água de um histórico de desentendimentos entre os dois artistas.

Essa não é a primeira vez que Rock provoca o casal de atores. Em 2016, quando ele foi apresentador do Oscar, o criador da série Todo Mundo Odeia O Chris fez piada sobre a decisão dos Smiths de boicotar a Academia, em protesto pela falta de indicações de artistas negros à premiação.

“Jada disse que não vem. Eu fiquei, tipo: ‘Jada vai boicotar o Oscar?’. Jada boicotar o Oscar é como eu boicotar a calcinha da Rihanna. Eu não fui convidado!”, comentou na época.

Piada?

Mais tarde no evento, Rock também zombou do astro de Um Maluco no Pedaço, cujo nome foi cogitado para uma indicação pelo papel no filme Um Homem Entre Gigantes, mas não entrou na lista da Academia.

“Não é justo que Will atue tão bem e não tenha sido indicado… Mas também não é justo que ele tenha recebido US$ 20 milhões por As Loucas Aventuras de James West”, zombou, em referência a um filme de 1999 que é conhecido como um fracasso na carreira de Smith.

O histórico não termina por aí. Em 2018, Will Smith usou as redes sociais para parabenizar Sheree Zampino, mãe de seu primeiro filho, pelo aniversário dela. Chris Rock comentou: “Uau! Você tem uma esposa muito compreensiva”, em alusão a Jada.

Entenda o tapa

Em cima do palco do Dolby Theatre para apresentar a categoria de Melhor Documentário, Chris Rock disse que mal podia esperar por Jada em possível novo filme Até o Limite da Honra 2, lembrando que a protagonista do primeiro filme tinha a cabeça raspada — no Brasil, o longa se chama Até o Limite da Honra, estrelado por Demi Moore.

A “piada”, no entanto, referia-se à decisão da apresentadora do Red Table Talk de raspar os fios por ter uma doença autoimune, chamada alopecia, que faz com que a pessoa apresente afinamento dos fios e queda de cabelo.

A lista de provocações parece não ter sido digerida muito bem pelo vencedor da estatueta de Melhor Ator, pelo filme King Richard: Criando Campeãs. Minutos antes de receber o prêmio, Will se levantou sem dizer uma palavra e deu um tapa no rosto de Rock, no meio da cerimônia.

O climão tomou conta do evento, e a situação não terminou por aí. Assim que voltou à sua cadeira, ele complementou a indignação, repetindo duas vezes: “Deixe o nome da minha mulher fora da p*rra da sua boca!”.

Na sequência, Jada e Denzel Washington conversaram com Will Smith e o acalmaram. Ambos trocaram palavras sobre o ocorrido enquanto Jada se ajoelhava, em tom de desespero, diante do marido.

Pedido de desculpas

O ator Will Smith ganhou, pela primeira vez, o prêmio de Melhor Ator, no domingo (27/3), pela atuação em King Richard: Criando Campeãs. Em discurso, ele pediu desculpas à Academia e falou sobre o que motivou a agressão.

“Eu sei que, em nossa profissão, temos de ser capazes de aceitar abusos, ouvir loucuras, ouvir pessoas nos desrespeitando, sorrir e fingir que está tudo bem. Então, Denzel Washington me disse, e eu adorei ouvir isso, que ‘nos meus melhores momentos, preciso ter cuidado, pois é aí que o diabo vem’”, comentou Smith, após a confusão. “Quero ser um caminho para o amor”, concluiu.

Compartihe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
E-MAIL

Veja também:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp