Internautas citam caso de estupro após anúncio de Robinho no Santos

O anúncio do retorno de Robinho ao Santos, movimentou as redes sociais. Porém, ao invés da empolgação pela volta do “Pedalada”, os internautas recordaram a condenação do jogador de 36 anos por estupro. O atacante assinou contrato de cinco meses com o clube.

Em 2017, na Itália, Robinho foi condenado a nove anos de prisão por “violência sexual em grupo”. Ele nega as acusações. Os internautas – inclusive comentaristas esportivos – criticaram o Peixe por repatriar o jogador, que estava livre no mercado após passagem pelo futebol turco.

“Eu era muito fã desse jogador condenado por estupro. Com a camisa da seleção, foi um dos meus preferidos na minha geração. Porém, a partir do momento que a justiça o condenou e com relatos fortes da juíza: a violência está aí e vocês estão passando pano”, afirmou a comentarista Ana Thais Mattos, do Grupo Globo.

“Robinho no Santos?! O futebol no mundo paralelo…”, escreveu Antero Greco, da ESPN.

“Quando uma mulher denuncia um jogador por violência doméstica ou estupro, dizem: “ela vai acabar com a carreira dele”. Não vai. Condenado por estupro na Itália, Robinho está de volta ao Santos”, criticou Renata Mendonça, do Grupo Globo.

“O Santos teve a brilhante ideia de fazer uma contratação que é mais assunto das páginas policiais que esportivas. Adoro o jogador que um dia já foi Robinho e sua história no clube. Mas o campo de jogo não é algo isolado do mundo em que vivemos. Não dá…”, opinou André Rizek, apresentador do SporTV.

O anúncio do Santos em seu perfil oficial no Twitter também foi tomado por lembranças à condenação de Robinho, assim como campanhas antigas do Peixe de combate à violência contra a mulher.

https://twitter.com/poxavidanati_/status/1315064726808915969?s=20

Foto: Bruno Cantini

Copyright © Uol

Compartihe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
E-MAIL

Veja também:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp