Japoneses criam máscara de proteção com alto falante e que traduz 8 idiomas

Uma máscara que dificulta a propagação do coronavírus, amplifica a voz do usuário e ainda traduz oito línguas diferentes. No Japão, o dispositivo inteligente já é realidade. A C-Mask, desenvolvida pela Donut Robotics, foi pensada para ser colocada sobre uma máscara convencional, seja ela cirúrgica, de TNT ou de tecido.

Embora não tenha sido feita para evitar que o usuário seja contaminado ou propague o vírus, o produto diminui os riscos de forma prática. Uma das funções, por exemplo, permite que os usuários façam chamadas no celular sem levá-lo ao rosto, por meio de tecnologia bluetooth.

Amparados nas mudanças que a pandemia já causou nas formas de se comunicar, seus criadores também pensaram em como ajudar duas pessoas separadas por um vidro de proteção a conversarem. Com isso, adicionaram uma função em que é possível reproduzir a voz do interlocutor pelo próprio celular.

E não para por aí. A funcionalidade que mais chama na C-Mask é a de traduzir até oito idiomas diferentes: inglês, chinês, espanhol, francês, coreano, tailandês, vietnamita e indonésio.

Esse recurso, porém, foi pensado para fazer parte de outro robô da empresa, chamado Cinnamon. e dependerá do pagamento de uma assinatura.

A companhia espera vender cada unidade por cerca de R$ 220 (já convertido pela cotação atual do dólar) e planeja vender 5.000 máscaras no Japão até setembro. Depois, o produto deve ser exportado para outros países, incluindo Estados Unidos, China e o continente europeu.

Copyright © Metrópoles

Compartihe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
E-MAIL

Você também pode gostar:

Conteúdo protegido de cópia