Junta Comercial do Amazonas registra mais de 16 mil processos 100% digitais em 2019

A Junta Comercial do Estado do Amazonas (Jucea) realizou, no ano de 2019, medidas efetivas para garantir o equilíbrio das contas públicas, melhorar o ambiente de negócios e incentivar a retomada da atividade econômica e do emprego no estado. O avanço mais significativo ocorrido foi com a implantação, em abril, do recebimento somente de processos 100% digitalizados, o que simplificou e desburocratizou os trâmites para a abertura de novos empreendimentos.

De abril a novembro de 2019, foram 16.087 processos de constituição, alteração e extinção de registros empresariais efetivados de forma 100% digital, sendo 3.219 somente dos municípios do interior do Amazonas, o que corresponde a 20% das tramitações efetivadas de forma on-line. Os números colocam a autarquia amazonense entre as três juntas comercias mais evoluídas do Brasil, acompanhada pelos estados de Minas Gerais e do Ceará.

A modernização facilitou, principalmente, a vida do empreendedor e de profissionais do interior do Amazonas, que necessitavam se deslocar para a capital do estado para dar entrada ou acompanhar a tramitação de processos. Um exemplo é o do contador José Carlos Silva, morador do município de Tabatinga (a 1.106 quilômetros de Manaus).

“Como contador no município de Tabatinga, a tramitação de forma 100% digital foi um ganho para nós. Poder resolver tudo pelo computador, de qualquer lugar e em qualquer hora, foi a solução que precisávamos. Não temos tido problemas com o funcionamento do sistema. O sistema está funcionando bem, resolvendo os problemas de processos em muito menos tempo que antigamente. Para nós tem nos ajuda grandemente”, afirmou o contabilista.

Com a digitalização dos processos, as mudanças também foram significativas no atendimento presencial oferecido na sede da autarquia em Manaus. Conforme dados gerados pelo integrador da Redesim AM, em abril, início da implantação da Junta 100% digital, foram realizados 7.223 atendimentos presenciais. Já em novembro, foram registrados 1.702 atendimentos (para tirar dúvidas e exigências), uma queda de 76,43%.

Um dos usuários do atendimento presencial é o contador e tributarista, Zacarias Teixeira, que recorre à Jucea apenas quando tem dúvidas quanto a exigências do processo. “Uso os serviços da Junta Comercial há mais de 30 anos, e sou muito grato pelo excelente serviço prestado pela autarquia. Tenho grande apreço e gratidão pelo apoio e ajuda quando aparecem dúvidas acerca dos processos empresariais”, destacou.

Para o presidente da Jucea, Enio Ferrarini, a Junta 100% digital foi um ganho extraordinário para a autarquia e para a sociedade. “Os números e a receptividade positiva do usuário demonstram que foi um ganho sem procedentes para o órgão, com eficiência e redução de despesas, para a Junta e para o usuário. Por isso, estamos entre as três juntas mais evoluídas do Brasil, em pé de igualdade com os estados de Minas Gerais e Ceará. Isso só mostra que estamos no caminho certo”, concluiu.

FOTO: Divulgação/Jucea

Compartihe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
E-MAIL

Você também pode gostar: