17 de julho de 2024

Fabiana Schaeffer da Netza&CO fala sobre o papel transformador da indústria criativa na capacitação das mulheres

Painelista no Cannes Lions Festival, a executiva debateu sobre “Criatividade e Igualdade Moonshot” e abordou o pensamento inovador necessário para aproveitar o poder da criatividade na superação dos desafios enfrentados por mulheres e meninas

Fabiana Schaeffer, CEO da Netza Martech Agency e cofundadora da Netza&CO, foi uma das participantes do painel “Criatividade e Igualdade Moonshot”, durante o Cannes Lions International Festival of Creativity, na cidade francesa. Realizado pela World Woman Foundation, no Canopy by Hilton Cannes, o evento debateu a participação das mulheres no processo criativo e como elas colaboram para o desenvolvimento do mercado publicitário como um todo.

Especialista em brand experience e membro ativo do Pacto Global da ONU, Fabiana trouxe sua experiência de mais de 20 anos em comunicação para o debate. Para a executiva, a diversidade cultural brasileira é um ponto forte que potencializa a contribuição das mulheres na resolução de questões globais.

Com influências indígenas, africanas, europeias e asiáticas, o Brasil é um país multicultural que permite às mulheres brasileiras trazerem perspectivas únicas e inovadoras. Um exemplo é a ONG EcoArts, liderada por mulheres, que transforma resíduos da Amazônia em peças de arte expostas mundialmente, alertando e trazendo reflexões sobre a preservação da floresta.”, conta ela.

Ao lado de outras grandes referências femininas do mercado publicitário, a executiva sugeriu estratégias para integrar a diversidade cultural e as perspectivas das mulheres em soluções globais, ressaltando a inclusão na tomada de decisões, capacitação e empoderamento, políticas inclusivas, ambientes colaborativos, monitoramento e avaliação, parcerias estratégicas, e campanhas de comunicação e sensibilização.

Em relação às soluções inovadoras para combater a desigualdade de gênero, Fabiana ressaltou a importância de plataformas de e-learning e mentoria na tecnologia e educação, IA e Big Data na identificação de discriminação, projetos de arte e festivais culturais na promoção da diversidade, políticas públicas como orçamento participativo de gênero e programas de liderança comunitária, além de fundos de investimento e microfinanciamento para empreendedoras. A conscientização é impulsionada por campanhas de mídia social e documentários, enquanto a saúde mental é apoiada por tecnologia especializada.

Mas deixou claro que, para criar mudanças sustentáveis e impactantes para mulheres e meninas, é essencial direcionar investimentos para projetos que promovam a igualdade de gênero e formar parcerias entre governos, ONGs, empresas e comunidades locais. Além disso, fornecer recursos e suporte para mulheres empreendedoras em indústrias criativas e oferecer programas de capacitação em gestão de negócios e habilidades criativas são estratégias-chave para impulsionar seus negócios e promover a inovação.

No painel, foram abordados também temas como “Inovações Tecnológicas para Capacitação das Mulheres, apresentando plataformas de tecnologia focadas em mulheres e equidade de gênero, “Impacto da Visibilidade de Mulheres Líderes Bem-Sucedidas”, entre outros.

A executiva destacou ainda tendências futuras que impulsionarão mudanças significativas, como a economia circular e sustentável, que criará novas oportunidades para lideranças femininas em indústrias ecológicas; e o crescimento do empreendedorismo feminino no Brasil, especialmente em negócios sustentáveis, promovendo a igualdade de gênero e o empoderamento econômico das mulheres.

Finalizando o painel, Fabiana deixou alguns conselhos para mulheres líderes emergentes que desejam promover inovação e criatividade. “É preciso acreditar em suas habilidades, buscar mentoria e construir uma rede profissional sólida, incluir diversas perspectivas na equipe, manter-se atualizada e investir em desenvolvimento contínuo. Encarar desafios como oportunidades, valorizar a colaboração e ideias compartilhadas, comunicar a visão de forma clara e inspiradora, e ter empatia também são práticas importantes.”, conclui.

O painel “Criatividade e Igualdade Moonshot” foi realizado no maior evento do mundo com foco em criatividade e comunicação, pela World Woman Foundation, organização americana que visa capacitar 1 milhão de mulheres e meninas até 2030 com a iniciativa global #EqualityMoonshot.

Compartihe:

Você também pode gostar

Influente congressista democrata, Adam Schiff pede a Biden que desista de se candidatar a presidente dos EUA

Internacional
17 de julho de 2024