Polícia deflagra operação ‘Kambeba’ em Maraã e apreende 350 quilos de skunk avaliados em R$ 3 milhões

A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio do Departamento de Investigação sobre Narcóticos (Denarc), deflagrou, no último sábado (24/10), por volta das 16h30, a operação ‘Kambeba’, que culminou na apreensão de 350 quilos de maconha do tipo skunk e nas prisões de dois homens, um de 34 e outro de 49 anos, no município de Maraã (distante 634 quilômetros em linha reta da capital). A droga está avaliada em R$ 3 milhões.

A ação policial contou com o apoio do Grupo Força Especial de Resgate e Assalto (Fera), Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP-AM) e Batalhão da Polícia Militar (BPM) de Tefé.

O balanço da operação foi divulgado durante coletiva de imprensa, nesta segunda-feira (26/10), no prédio da Delegacia Geral, na avenida Pedro Teixeira, bairro Dom Pedro, zona centro-oeste de Manaus. Na ocasião, o delegado-geral adjunto da Polícia Civil, Tarson Yuri Soares, ressaltou que esta é mais uma ação exitosa da Polícia Civil.

“Apresentamos aqui o resultado de uma investigação de cerca de dois meses, que culminou em mais uma grande apreensão de entorpecentes no Amazonas. Destaco que o nosso trabalho não para e o combate ao crime será cada vez mais intensificado”, enfatizou ele.

Conforme o delegado Paulo Mavignier, diretor do Denarc, a operação é resultado de uma investigação sobre uma rota de drogas naquele município. Segundo ele, no sábado, as equipes descobriram que ocorreria um grande carregamento de entorpecentes que estava pronto para ser distribuído para barcos de recreio.

“Com base nessas informações, os policiais se deslocaram até aquele município e, durante patrulha pelos rios, passaram por um flutuante e realizaram uma abordagem. No local, encontraram dois indivíduos e durante revista, localizaram cerca de 30 quilos de drogas armazenadas no interior de uma mala, que seriam repassadas de forma fracionada”, explicou Mavignier.

Ao serem questionados, os homens informaram que estavam preparando a mala com as drogas para embarcarem elas em lanchas para o município de Tefé (distante 523 quilômetros em linha reta da capital). Segundo o diretor do Denarc, os infratores relataram, também, que, atrás do flutuante, havia mais entorpecentes escondidos em uma área remota da mata. Os policiais foram até o local e apreenderam as drogas que estão avaliadas em R$ 3 milhões.

O coordenador do grupo Fera, delegado Juan Valério, enfatizou que devido à logística difícil do local, o grupo prestou apoio tático operacional tanto na área urbana quanto na área de selva. “Os entorpecentes estavam bem escondidos, tivemos êxito na ação e conseguimos tirar de circulação esse material que seria pulverizado em Manaus. Além disso, prendemos os dois indivíduos para dar continuidade às investigações”, comentou Valério.

Procedimentos – A dupla foi autuada em flagrante por tráfico de drogas e associação para o tráfico. Agora, eles irão permanecer custodiados na 60ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Maraã, à disposição da Justiça.

Fotos: Alailson Santos / PC-AM

Compartihe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
E-MAIL

Veja também:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp