17 de julho de 2024

Dono de clínica veterinária suspeita de fornecer cetamina para família de Djidja Cardoso se entrega à polícia

O proprietário da clínica veterinária apontada como fornecedora de cetamina para a família de Djidja Cardoso, José Máximo de Oliveira, se entregou à polícia na tarde deste sábado (8). Ele compareceu ao 1º Distrito Integrado de Polícia (DIP), em Manaus, por volta das 14h.

José Máximo teve o mandado de prisão decretado na sexta-feira (7), após ser intimado três vezes a depor e não comparecer em nenhuma das ocasiões.

Ainda na sexta-feira, dois funcionários da clínica veterinária do suspeito foram presos. Segundo o delegado, eles ajudaram José Máximo a ‘esvaziar provas’.

Em entrevista à Rede Amazônica, a defesa de José Máximo informou que o veterinário é inocente e que vai trabalhar para pedir a revogação da prisão com base nos autos.

A defesa também negou que ele seria o proprietário do estabelecimento, mas não informou quem seria o dono de fato.

Compartihe:

Você também pode gostar

Influente congressista democrata, Adam Schiff pede a Biden que desista de se candidatar a presidente dos EUA

Internacional
17 de julho de 2024