13 de julho de 2024

Em novas buscas, polícia apreende droga em salões de beleza da família da ex-sinhazinha e em clínica veterinária

Em novas buscas, a Polícia Civil do Amazonas apreendeu cetamina, ampolas e seringas em salões de beleza da família da ex-sinhazinha do Boi Garantido, Djidja Cardoso, e em uma clínica veterinária. Os mandados de busca e apreensão foram cumpridos, na manhã desta sexta-feira (31), após as prisões da mãe, irmão e de uma funcionária da ex-sinhazinha que foi achada morta em Manaus.

O trio foi preso, na tarde de quinta-feira (30), enquanto tentavam fugir da polícia. Eles foram localizados na casa onde Djidja foi encontrada morta, no bairro Cidade Nova, Zona Norte. O trio é suspeito dos crimes de tráfico de drogas, associação ao tráfico e também pelo crime de estupro, em nome do irmão de Djidja.

Segundo informações da polícia, os mandados de busca e apreensão cumpridos nesta sexta (31) foram feitos no salões da rede “Belle Femme”, situados no conjunto Vieiralves e no bairro Parque 10 de Novembro. A polícia também foi até uma clínica veterinária, na Zona Oeste, que supostamente, fazia a venda da droga cetamina, sem a observância das exigências legais e retenção de receituário.

Além de frascos de cetamina, ampolas e seringas, a equipe policial apreendeu ainda documentos, celulares e computadores.

Até a manhã desta sexta (31), estão presos Cleusimar e Ademar Cardoso, mãe e irmão da ex-sinhazinha, e Verônica da Costa, gerente da rede de salões de beleza, além de Claudiele Santos da Silva, que trabalhava como maquiadora no salão da família.

Marlisson Vasconcelos Dantas, o quinto investigado, que atuava como cabeleireiro da rede Belle Femme , já é considerado foragido e está sendo procurado.

Compartihe:

Você também pode gostar

Camila Pudim lança “Divertidamente Makeup” em duas línguas e alcança mais de 40 milhões de visualizações em 24 horas

Famosos
12 de julho de 2024