Homem que espancou procuradora é preso em hospital psiquiátrico

A Polícia Civil prendeu, na manhã desta quinta-feira (23/6), o procurador Demétrius Oliveira de Macedo, 34 anos, no hospital psiquiátrico Santa Mônica, na capital de São Paulo.

O homem, que espancou com brutalidade sua chefe, a procuradora-geral de Registro (SP), Gabriela Samadello Monteiro de Barros, aparece calmo nas imagens registradas por agentes da polícia e não parece ter apresentado resistência.

A Polícia Civil pediu a prisão preventiva do funcionário público nessa quarta-feira (22/6). Pouco tempo depois, na parte da tarde dessa quarta, a Justiça decretou a prisão preventiva.

Ao expedir o mandato de prisão do agressor, o juiz da 1ª Vara Criminal de Registro justificou: “nenhuma das medidas alternativas se revela pertinente”.

A informação da polícia é que Demétrius tinha se internado na clínica psiquiátrica após as agressões à procuradora.

Problemas de relacionamento com mulheres

“Vem tendo sérios problemas de relacionamento com mulheres no ambiente de trabalho, sendo que, em liberdade, expõe a perigo a vida delas, e consequentemente, a ordem pública”, afirmou o delegado responsável pelo caso no despacho que pediu a prisão.

O inquérito policial instaurado para apurar ouviu a vítima da agressão e reuniu fotos e vídeos da agressão.

Demétrius Oliveira de Macedo ocupava o cargo de procurador municipal e agrediu a procuradora-geral, na segunda-feira (20/6), dentro da prefeitura de Registro. Parte do ataque, que teve socos e cotoveladas, foi filmado por uma colega de trabalho.

Compartihe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
E-MAIL

Veja também:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp