Médico de 67 anos é preso em flagrante suspeito de favorecimento à prostituição em Manaus

Um médico de 67 anos foi preso em flagrante, na terça-feira (5), suspeito de favorecimento à prostituição praticado contra uma adolescente de 16 anos. A prisão ocorreu em um condomínio na Zona Leste de Manaus. O homem nega o crime.

Segundo a titular da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), Joyce Coelho, o suspeito já estava sendo investigado há dois meses, quando chegaram ao conhecimento da polícia diversas denúncias informando que ele levava várias garotas para o local.

Após receber informações de que o homem estava com uma adolescente no local, a polícia montou campana nas proximidades da casa e conseguiu prendê-lo. Ao ser detido, o médico e a vítima negaram o crime. Ele contou que menina foi chamada para fazer faxina na residência, mas depois a vítima disse que também recebia para manter relações com o suspeito.

A polícia acredita que a menina não foi a única vítima do suspeito. Há suspeitas de que a irmã dela também tenha passado pela mesma situação. Agora, as investigações também vão se concentrar num possível aliciador que levava as vítimas para o médico.

O homem foi levado para a sede da Depca e ainda nesta quarta (6) será conduzido à Central de Recebimento e Triagem (CRT), onde ficará à disposição da Justiça. Ele vai responder pelo crime de favorecimento à prostituição.

Em nota, a defesa do médico disse ele se declara totalmente inocente das acusações e vai demonstrar isso em processo. Em relação às imagens que estão em posse da polícia e mostram o médico com uma suposta menor, o homem prefere o silêncio e vai se pronunciar somente em juízo.

Segundo a defesa, a menina se tratava de uma diarista que tinha acabado de terminar o serviço.

Compartihe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
E-MAIL

Veja também:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp