Polícia Civil investiga se incêndio que destruiu mais de 30 casas foi acidental ou criminoso em Manaus

A Polícia Civil informou que vai investigar se o incêndio que destruiu mais de 30 casas comunidade Bairro do Céu, no Centro, Zona Sul de Manaus, no sábado (20), foi acidental ou criminoso. Mais de 100 famílias, totalizando 278 pessoas, ficaram desabrigadas e a maioria perdeu todos os bens.

Segundo a Polícia Civil, a perícia do Instituto de Criminalística (IC), da Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM), foi acionada para fazer analisar o que causou o incêndio. As investigações vão ser feitas pelo 24º Distrito Integrado de Polícia (DIP).

Conforme informações de moradores repassadas à equipe da Rede Amazônica, o incêndio começou após um curto-circuito em uma residência. O fogo se alastrou rapidamente para outras casas da comunidade que possuíam uma estrutura de madeira.

A comunidade fica localizada em uma área de difícil acesso. As equipes do Corpo de Bombeiros levaram mais tempo para conseguir passar toda a sua estrutura de combate às chamas.

Ao todo, 12 viaturas do Corpo de Bombeiros foram deslocadas para combater o fogo. As equipes acessaram a área por becos e montaram as linhas de mangueira de combate a incêndio fazendo um cerco no local atingido pelo fogo. Após o controle do incêndio, foi realizado o rescaldo.

A Defesa Civil do município foi acionada para levantar os dados de famílias atingidas e adotar as medidas cabíveis. Mais de 30 casas foram destruídas durante o incêndio no local.

Segundo a empresa, a rede elétrica foi construída pelos próprios moradores e apresentava alto risco de acidentes.

Compartihe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
E-MAIL

Veja também: