Polícia investiga saques e tentativa de transferência de R$ 3 mi antes de morte de ganhador da Mega

A polícia investiga a tentativa de transferência de R$ 3 milhões e saques bancários realizados pelo ganhador da Mega-Sena, encontrado morto na rodovia dos Bandeirantes, em Hortolândia, no interior de São Paulo.

O corpo de Jonas Lucas Alves Dias, de 55 anos, foi abandonado apenas com a carteira e alguns documentos.

A vítima recebeu um prêmio milionário há cerca de dois anos depois de ganhar na Mega-Sena. A aposta foi feita em uma lotérica em Campinas, também no interior do estado.

A quantia havia sido dividida entre os ganhadores. Jonas, que antes vivia uma vida simples, ficou com pouco mais de R$ 47 milhões. Na época, o ganhador ainda demorou para retirar a premiação.

Mesmo depois de se tornar milionário, Jonas optou por continuar a morar com a família no mesmo bairro. Ele era conhecido na vizinhança por ajudar financeiramente muitos colegas.

Compartihe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
E-MAIL

Veja também:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp