Paraná Pesquisas foi o que mais se aproximou do resultado final

O Paraná Pesquisas foi o instituto de pesquisas eleitorais que mais se aproximou do resultado real da eleição deste domingo. O último levantamento do Paraná previu que o petista Lula teria 47% dos votos válidos no primeiro turno, contra 41% de Jair Bolsonaro.

A disputa acabou 48% a 43%.

O instituto foi alvo de críticas injustas da velha imprensa por dar resultados diferentes de outros como o Ipec (ex-Ibope) e Datafolha, que previam uma vitória de Lula com 14 ou 15 pontos de vantagem. Os velhos institutos erraram feio mais uma vez.

O Paraná Pesquisas adotou a estratégia de alternar pesquisas nacionais com pesquisas nos Estados, tomando o pulso das intenções de voto do eleitorado.

O instituto presidido por Murilo Hidalgo foi o primeiro a identificar o crescimento em flecha da candidatura do Astronauta Marcos Pontes (PL), eleito em São Paulo com 10,3 milhões de votos.

Também foi o Paraná Pesquisas que verificou a virada de Sérgio Moro (União Brasil) no Paraná, na reta final, após o ex-juiz declarar voto no presidente Jair Bolsonaro e conquistando oi mandato.

Compartihe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
E-MAIL

Veja também:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp