Presidente da Liga espanhola quer que campeonato seja retomado em 12 de junho

O presidente da Liga Espanhola, Javier Tebas, manifestou neste domingo seu desejo de reiniciar o campeonato em 12 de junho, desde que a situação da epidemia de coronavírus no país, uma das mais afetadas pela doença, permita.

“Eu gostaria que (o início) fosse no dia 12 de junho, vai depender do que vai acontecer, vai depender muito do que ninguém sabe”, disse Tebas em entrevista à rede de televisão Movistar.

“Depende de termos picos ou não de contágio, e isso não depende mais do futebol, depende da sociedade espanhola”, disse Tebas, que lembrou como a metade do país vai dar um passo adiante a partir de segunda-feira no plano de desconfinamento do governo espanhol, permitindo uma maior mobilidade, o que também traz um pouco mais de risco de contágio.

Tebas confirmou que, depois de realizar 2.500 testes em jogadores e membros do primeiro e segundo clubes, “temos oito casos positivos”, dos quais cinco correspondem a jogadores de futebol.

Tebas se mostrou satisfeito com o resultado, já que, no início, “esperávamos cerca de 25 ou 30 (positivos) por uma questão estatística, tínhamos calculado que com a penetração do coronavírus daria esse montante”.

“Acho que (o resultado) é uma boa notícia para a indústria do futebol e também para a sociedade”, acrescentou o presidente da Liga.

Na Espanha, a pandemia deixou 26.621 mortos e 224.390 casos foram registrados oficialmente, mas a propagação das infecções caiu para cerca de 0,5% ao dia, disse o ministro da Saúde, Salvador Illa, em entrevista coletiva neste domingo.

“O Ministro da Saúde e o governo certamente vão ficar felizes se a situação continuar assim e então voltaríamos a jogar no dia 12. Mas se houver um aumento, isso não poderá acontecer”, acrescentou o presidente da Liga.

Fonte: AFP

Compartihe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
E-MAIL

Você também pode gostar: