Rússia vai treinar cães para detectar covid em aeroportos

O serviço canino da companhia aérea russa Aeroflot começou a treinar 15 cães para detectar viajantes infectados com o coronavírus em aeroportos, informou nesta sexta-feira (2º) a vice-primeira-ministra russa Tatiana Gólikova.

O CEO da Aeroflot, Vitali Savéliev, por sua vez, indicou que os primeiros resultados desse treinamento são esperados para dezembro, segundo a agência TASS.

Por enquanto, os 15 cães do centro canino da companhia aérea iniciaram testes com a identificação de diferentes biomateriais, explicou Gólikova, acrescentando que alguns dos cães têm experiência na detecção de pessoas com câncer.

De acordo com a vice, testar todos os passageiros para coronavírus na chegada a um aeroporto é um procedimento complicado e, portanto, uma alternativa poderia ser o uso de cães para detectar a covid-19 entre o fluxo de viajantes.

O passageiro identificado terá então de se submeter ao teste de PCR, disse Gólikova.

A chefe de saúde da Rússia, Anna Popova, valorizou a opção de usar animais para a detecção do coronavírus porque reduziria o tempo em que uma pessoa infectada permanece entre outras e, portanto, reduziria o risco de disseminação.

Copyright © R7

Compartihe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
E-MAIL

Veja também:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp