Sindicato repudia postura de patrocinador da live de Safadão

A live feita por Wesley Safadão no último sábado continua dando o que falar. Sobretudo pelo fato de seguidores terem feito cobranças publicamente ao cantor, em razão de um dos seus patrocinadores, a Ricardo Eletro, esbanjar dinheiro para o sertanejo, mas negar aos funcionários que têm sido demitidos pela empresa, o que também foi revelado pela coluna.

Presidente do Sindicato dos Comerciários do Rio, Márcio Ayer, entrou em contato conosco estupefato com a postura da empresa. De acordo com Ayer, a Ricardo Eletro demitiu funcionários e fez acordo individualmente, contrariando a Legislação, além de parcelar em 12 vezes o pagamento das verbas rescisórias, e não cumprir com o acordado. Ou seja: não está pagando o que deve. A não ser para o Safadão.

“Fizemos um acordo com a empresa há uns dois anos, parcelando o pagamento das rescisões em cinco vezes. Este acordo foi cumprido. Mas agora, recentemente, queriam demitir em massa, sem informar o número de demissões, além de carta branca para parcelar em quantas vezes quisessem. Não aceitamos este acordo. E parece que dinheiro não está faltando”, alfinetou Marcio Ayer, também leitor da nossa coluna.

Copyright © O dia

Compartihe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
E-MAIL

Você também pode gostar: