Sob gestão do Governo do Estado, Francisca Mendes tem maior realização de cirurgias do ano

Sob gestão exclusiva do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM), há dois meses, o Hospital Universitário Francisca Mendes (HUFM) atingiu, no mês de agosto, sua maior produção do ano em cirurgias. De acordo com dados das unidades, foram realizadas 53 cirurgias no período.

O número de 53 cirurgias em agosto superou o mês de janeiro deste ano, no período pré-pandemia, quando o hospital realizou, em 30 dias, 52 cirurgias. No mês de junho, início da retomada dos atendimentos após o pico da pandemia do novo coronavírus, a unidade havia realizado 20 procedimentos desse tipo.

“Estamos fazendo, em todas as unidades, um movimento de reorganização da rede. Assumimos em junho, absorvemos a mão de obra da Unisol; iniciamos o pagamento das verbas indenizatórias desses servidores. E a expectativa é que ao longo dos meses essa capacidade de atendimento cresça gradativamente”, disse o secretário de Saúde, Marcellus Campêlo.

O hospital, referência no tratamento de doenças cardiovasculares na rede pública de saúde, está sob a gerência da Susam desde junho de 2020, quando se encerrou o contrato com a Fundação de Apoio Institucional Rio Solimões (Unisol), responsável pela administração da unidade por 17 anos.

Desde então, a secretaria trabalha da reestruturação do hospital e no plano para que ele seja transformado em fundação. A mudança faz parte das ações a serem implementadas pelo Governo do Amazonas no plano de reformulação e modernização da rede de saúde do Estado.

A diretora da unidade, Alessandra Santos, falou sobre o trabalho desenvolvido. “Nesse mês conseguimos fazer em torno de 350 procedimentos, com o auxílio de fornecedores que confiaram em todo o processo de organização de pagamento realizado pela Secretaria”, destacou.

Cirurgias em crianças – Além de registrar a maior produção no geral, agosto também se tornou o mês em que mais se realizaram cirurgias em crianças no Francisca Mendes.

De acordo com os dados do hospital, em 30 dias foram realizados 21 procedimentos em crianças. Em janeiro, melhor mês até então, foram realizadas 13 cirurgias. Os números indicam um crescimento de 62% na oferta de cirurgias para esse público.

Nesse início de retomada de 100% das atividades no hospital pós-pandemia, a meta da nova gestão do Francisca Mendes é realizar cinco cirurgias em crianças por semana, e 20 por mês. Com as 21 realizadas em agosto, a produção superou a meta mensal.

Hemodinâmica – Além das 53 cirurgias, o setor de hemodinâmica do hospital realizou em agosto 250 procedimentos. Segundo os dados da unidade, o exame mais realizado no período foi o cateterismo cardíaco, com 89 atendimentos.

O segundo procedimento mais realizado foi a angioplastia. Foram 43 angiografias coronarianas e 17 angiografias cerebrais.

Plano de metas – O plano de reordenamento do Hospital Francisca Mendes segue metas definidas para utilização da capacidade máxima da unidade, divididas entre setores administrativos (comissão de transição, capacidade de recursos humanos, diagnóstico estrutural e situacional da unidade, e custo do hospital em funcionamento); jurídico (criação do estatuto da fundação, assinatura do contrato e implantação do programa de residência médica); e de assistência (ampliação do número de cirurgias e procedimentos, implantação do serviço de hemodinâmica, revitalização do parque de imagens).

FOTOS: Rodrigo Santos/SES-AM

Compartihe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
E-MAIL

Veja também:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp