Telessaúde UEA promove capacitação dos profissionais de saúde de comunidades de difícil acesso

Para capacitar profissionais de saúde de comunidades do Amazonas de difícil acesso, o Telessaúde da Universidade do Estado do Amazonas (UEA) inicia nesta segunda-feira (04/05), em parceria com a Fundação Amazonas Sustentável (FAS), uma programação especial com orientações e técnicas de atendimento relacionadas ao novo coronavírus (Covid-19). A iniciativa tem como objetivo ajudar na prevenção da doença, de forma a impedir o aumento de novos casos nessas localidades.

De acordo com a gerente do Telessaúde Amazonas, Waldeyde Magalhães, serão cinco dias de treinamento para os profissionais das comunidades Tumbiras, na Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) do Rio Negro, e Três Unidos, na Área de Preservação Ambiental (APA) do Rio Negro. A proposta é que, neste período, todos os agentes de saúde dessas localidades passem pela capacitação e qualificação ministradas por professores da UEA para atender à demanda da população sobre o coronavírus por meio da Teleconsulta.

“Essa é mais uma ação da UEA, do Telessaúde do Amazonas e da FAS no enfrentamento à Covid-19. Iremos capacitar esses profissionais, levar orientações e atualizações sobre a doença, para que posteriormente eles possam realizar o atendimento propriamente dito à população dessas comunidades previamente cadastradas no projeto”, destacou Waldeyde.

A gerente do Telessaúde acrescentou que, dentro do planejamento das ações do projeto, está o fechamento do calendário de treinamento dos profissionais de saúde de outras comunidades isoladas do Amazonas que tenham dificuldades de acesso na atenção básica de saúde.



FOTOS: Joelma Sanmelo

Compartihe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
E-MAIL

Você também pode gostar: